Grupo Erviegas lança campanha #EscolhaSerSaudável

  • Postado por Grupo Erviegas
  • em 7 de abril de 2016
  • 0 Comentários
  • campanha, dia mundial da saúde, diabetes, doenças, erviegas, movimento, prevenção, saúde, tratamento

O Dia 07 de Abril foi criado pela OMS – Organização Mundial da Saúde em parceria com instituições e empresas particulares que tem por objetivo alertar, prevenir e combater diversas doenças. Anualmente a OMS e as essas organizações se reúnem para discutir o tema a ser abordado durante o dia. Neste ano, foi dado a importância da prevenção e do tratamento do Diabetes.

De acordo com o Atlas do Diabetes e a Federação Internacional de Diabetes, no ano passado cerca de aproximadamente 5 milhões de pessoas da idade entre 20 e 79 anos foram a óbito por conta do Diabetes, totalizando um número superior as demais doenças e até mesmo o próprio HIV/AIDS. Em 2014 mais de 422 milhões de adultos foram diagnosticados com Diabetes, basicamente esse número comporta 8,5% da população mundial. Para se ter uma ideia, nos anos 80 o número de diabéticos no mundo era apenas de 108.

1 a cada 11 pessoas sofrem dela; e 8.5% da população é diabética e a maioria apresenta a doença no tipo 2, que é relacionada a maus hábitos alimentares e uma vida não saudável. Estima-se que até 2030, o diabetes seja a sétima maior causa de morte. A pesquisa divulgada no dia 31 de março, mostrou que 10% dos homens e 14% das mulheres do planeta podem ser considerados obesos.

Nesta data tão importante o Grupo Erviegas lançou nessa quinta-feira (07 de Abril) a sua primeira campanha para o Dia Mundial da Saúde com o movimento #EscolhaSerSaudável como tema da campanha. A campanha aborda durante o mês de Abril dicas e informações para reforçar a mudança de hábitos e a prevenção do Diabetes como tema central.

Como temas recorrentes e complementares, a campanha ainda aborda a importância para atenção a Dengue e a Influenza-A (H1N1).

Segundo dados do boletim epidemiológico da área de Vigilância em Saúde da Secretaria Estadual de Saúde (SES), já foram notificados 13.368 casos neste ano, o que representa um aumento de 282% em relação ao mesmo período do ano passado quando foram notificados 3.498 casos.

Dos 141 municípios mato-grossenses, 128 notificaram casos e 65 deles apresentam incidência acima de 300 casos a cada 100 mil habitantes, considerados como de alto risco de transmissão da doença. Foram registrados três óbitos, sendo um confirmado do município de Juína, e dois em investigação nos municípios de Aripuanã e Canarana.

Em relação ao zika vírus são 9.092 casos suspeitos. No ano passado foram 8.535 casos notificados. Neste ano, o município de Tangará da Serra tem 804 casos suspeitos, seguido por Várzea Grande (727), Barra do Garças (649) e Cuiabá (403). Em 107 municípios ocorreram casos suspeitos.

Sobre a febre chikungunya já foram registrados 450 casos suspeitos em 2016. No ano passado foram 313 casos. Porém, estes números ainda podem sofrer alteração devido a atrasos nas atualizações dos sistemas de informação dos municípios. Até o momento, 97 municípios não notificaram casos de febre chikungunya. O município de Campo Novo do Parecis apresenta alto risco para transmissão da doença com 182 casos notificados o que representa uma incidência de 569/100 mil habitantes.

Clique aqui e saiba mais sobre a campanha #EscolhaSerSaudável.

 3

0 Comments

Leave Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *